Sandra Moura arquitetura

GOETHE DEFINIU A ARQUITETURA COMO “MÚSICA PETRIFICADA”

Humana antes de profissional

Há mais de 30 anos, Sandra Moura atua como arquiteta e urbanista, depois de encontrar-se na paixão pela profissão ouvindo a música clássica que a sua avó, pianista, ensinou a apreciar e a tocar desde muito cedo. Goethe diz que a arquitetura é a música petrificada, e Sandra entendeu esse conceito ainda criança, nas aulas de piano clássico que foram porta de entrada para o concreto dos sons e das formas.

Formou-se em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal da Paraíba, fez especialização em estruturas metálicas e Light Design, e Pós-Graduação em Construção Sustentável pelo U.S. Green Building Council. A partir desse momento, encontrou no estilo escandinavo de Juhani Pallasmaa o ponto principal para a sua atuação, que muito além da forma e estética, respeita a essência das coisas.

Como aluna da primeira turma da Pós em Psicologia Positiva pela PUCRS, entendeu que um elemento fundamental à arquitetura não é material: o ser humano é o agente central de qualquer espaço. Com essa percepção de pertencimento, Sandra tem como propósito projetos que priorizam as reações positivas às pessoas que habitarão aqueles espaços, entendendo suas vivências antes mesmo de colocar no papel a proposta de realização daquele projeto.

Como poderia ser a arquitetura apenas chão e parede quando dentro dela há pessoas? É preciso despertar a felicidade, mudar o mindset, fazer florescer quem vive ali. É essencial respeitar a abundância da natureza do “ao redor”, o céu e a terra que vieram antes de qualquer construção. É necessário repensar a arquitetura como um padrão, e fazer dela uma narrativa de transformação e autoconhecimento, de sinestesia, de contemplação.

Slogan do site

Sandra Moura, a Arquiteta

Sandra Moura é Bacharelada em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal da Paraíba com especialização em estrutura metálica e Light Design. As origens de sua formação como arquiteta se misturam com o interesse pelas artes: foi aluna dos artistas plásticos paraibanos Marlene Almeida, Flávio Tavares e Alice Vinagre, além de ter estudado piano clássico por dez anos. Ás vésperas de mais uma titulação – pós-graduação em Construção Sustentável pelo U.S. Green Building Council, Sandra completa, em 2012, 25 anos de carreira.

Já participou de vários eventos como Casa Cor Pernambuco, Casa Pronta, Mostra Artefacto, além de ter trabalhos publicados em revistas e livros nacionais e internacionais como: Casa Vogue, Casa Cláudia, Viver Bem, Décor Year Book Brasil, Décor Book Banheiros e Janelas do grupo Luxaflex. Foi Premiada pelo Instituto dos Arquitetos do Brasil com a menção honrosa pelo projeto do restaurante Ippon.

  • Publicações
  • Entrevistas
  • Prêmios